A atratividade da África

A atratividade da África

O Clube de Exportadores e Investidores aprecia um enorme potencial de negócios para empresas espanholas na África e pede ao governo que adote uma estratégia que melhore as relações econômicas e comerciais de nosso país com o continente vizinho.

O presidente do Clube de Exportadores, Antonio Bonet, que participou hoje de uma mesa redonda no âmbito da feira IMEX Madrid, disse: “O continente africano é um mercado muito atraente para as empresas espanholas. Tem um extraordinário potencial de crescimento econômico e demográfico, é um mercado próximo à Espanha e no qual temos uma boa imagem do país “. Além disso, ele destacou que oferece oportunidades interessantes em setores-chave da economia espanhola, como infraestrutura, energia ou agroindústria.

Em vista dessas oportunidades, o Presidente do Clube de Exportadores instou o governo a acelerar a aprovação do novo Plano da África (no qual o Ministério de Relações Exteriores e Cooperação atualmente trabalha) para melhorar a presença comercial espanhola na região, especialmente na área subsaariana.

A esse respeito, Antonio Bonet lembrou que as exportações de mercadorias para a África representam 6,4% do total das exportações espanholas, e que o investimento de nosso país no continente representa menos de 1% do investimento total da Espanha em o mundo.

O Clube de Exportadores e Investidores, consciente das oportunidades que o mercado africano representa para as empresas espanholas, criou recentemente um grupo de trabalho sobre a África. Este grupo apresentou ao Ministério dos Negócios Estrangeiros uma bateria de propostas para o Plano de África. Em particular, o Clube dos Exportadores propôs intensificar as relações bilaterais entre a Espanha e os países africanos, fortalecer a rede externa de diplomacia política e comercial e aumentar a representação espanhola em organizações internacionais relacionadas com a África.

Outras recomendações do Clube dos Exportadores incluem a melhoria do quadro institucional para as relações comerciais (acordos de dupla tributação e acordos de proteção do investimento), a promoção de mecanismos de financiamento e uma maior flexibilidade em relação à cobertura do risco de exportação. .

As exportações de mercadorias para a África representam 6,4% do total das exportações espanholas. Entre janeiro e novembro de 2017, as exportações totalizaram 16.227 milhões de euros, um aumento de 10% em relação ao mesmo período do ano anterior. 67% das vendas estão concentradas no Marrocos, Argélia e Egito.

No que diz respeito ao investimento espanhol na África, isso representa cerca de 4400 milhões de euros, ou seja, 0,93% do total do investimento espanhol no mundo. 60% do investimento também está localizado em Marrocos, Argélia e Egito.

Fonte: http://clubexportadores.org/

Utilizamos cookies próprios e / ou de terceiros para melhorar os nossos serviços e mostrar publicidade relacionada com as suas preferências, analisando os seus hábitos de navegação. Pressione o botão "aceitar" para aceitar seu uso. Mais info.

Terefexports, S.L.